PROJETO CASINHA DE LEITURA FIRMA PARCERIA COM CAP TIA CICI.

No dia 21 de janeiro de 2017, o professor Jefferson Souza – idealizador e coordenador do Projeto Casinha de Leitura e a professora Gleuciane Pereira Sousa – idealizadora e coordenadora do Centro de Apoio Pedagógico Tia Cici, reuniram e firmaram parceria entre suas instituições com objetivo de fortalecer as ações de formação continuada para 2017.

A parceria já vinha sendo discutida e analisada desde dezembro de 2016 devido a similaridade de seus objetivos e ações e enfim os coordenadores chegaram a um consenso e ela se tornou realidade.

O CAP Tia Cici, sob coordenação da professora Gleuciane Pereira Sousa – Esp. em Ed. Especial, graduada em LETRAS, contadora de história ao longo de quase 10 anos, formadora na área da ludicidade, mediadora de leitura e multiplicadora da Associação Vaga Lume, está localizado na rua Nova Olinda, nº 970, bairro Diamantino, CEP 68010-040, Santarém – Pará. Fone (93) 99199-0795, Face book:  captiacici@gmail.com

O Projeto Casinha de Leitura a quase 17 anos de existência, foi reconhecido como Ponto de Leitura pelo MINC em 2008, como Tecnologia Educacional em 2012 e Inovação e Criatividade na Educação Básica em 2013 pelo MEC, recebeu a placa de Honra ao Mérito da Sociedade Bíblica do Brasil devido o perfil, a qualidade e eficácia de suas ações. Ao longo dos anos atuou nos municípios de Santarém, Belterra, Juruti, Óbidos, Aveiro, Oriximiná, Alenquer e Curuá – Oeste do Pará desenvolvendo ações que objetivam contribuir com o fomento a leitura e escrita através de atividades lúdicas; que promovam a democratização de acesso gratuito ao livro e a boa leitura através da distribuição de milhares de livros ao longo dos anos e que contribuem com a formação continuada de profissionais da educação e simpatizantes da área.

O Casinha de Leitura está localizado na Avenida Verbena, nº 18 – casa “B”, Jardim Santarém, CEP 68030-320, Santarém – Pará. Contato (93) 99134-1634 / 98122-1662, Face book: casinhadeleitura00@yahoo.com.brparceria

Projeto Casinha de Leitura no município de Curuá – Pará.

Em visita ao município de Curuá – Pará, o professor Jefferson Souza – coordenador do Projeto – reuniu com a equipe pedagógica e conselho escolar da Escola Municipal Soraya Chayb. Neste dia 12/02/17 pela manhã, firmou parceria para realizar a formação continuada dos professores da referida escola no decorrer do ano letivo de 2017.
A primeira oficina acontecerá no dia 08/02/2017 e atenderá 35 professores da educação infantil ao 5¤ ano com a oficina “Jogos e Estratégias de Leitura”, a segunda acontecerá no dia 04/03/17 com o tema “Técnicas em E.V.A”.

Pela Tarde, após visitar algumas escolas municipais, o professor Jefferson Souza reuniu com a equipe da Secretaria Municipal de Educação SEMED /Curuá – professores David Moraes Neto – Secretário municipal de educação; Kaise Rebelo – Técnica da SEMED; Geane Ribeiro – Coord. Conselho Escolar e Ilson Castro – Gestor da escola São Raimundo.
Na ocasião, discutiram sobre a política educacional de Curuá e as perspectivas e estratégias do novo governo para garantir a valorização da educação e dos Profissionais, assegurando e respeitando seus direitos.
O primeiro passo será promover o acesso à novas técnicas e estratégias de ensino, através da política municipal de formação continuada para o professor realizando em parceria com o Projeto Casinha de Leitura a I – Parada Pedagógica, com a realização de oficinas totalmente prática para professores da educação infantil ao 9¤ ano.

15977637_1217730701596053_5765348498352792989_n 15941160_1217574418278348_4923673825008268247_n 16003110_1217574274945029_1622423666551072897_n

PROJETO CASINHA DE LEITURA?

folder-casinha

Casinha de Leitura Inicia Formação de Professores 2017.

folder-2014

FORMAÇÃO DE PROFESSORES / ALENQUER – PARÁ

Ofic. Alenquer

https://youtu.be/-ExM7L1Bb-M

Projeto Casinha de Leitura Encerra 2015 com Título de Inovação e Criatividade na Educação Básica.

MEC Reconhece 178 Organizações como Inovadoras e Criativas, destas 5 são no Pará – 1 em Belém e 4 em Santarém.

 

SLID n76565

No último dia 22 de dezembro de 2015, 178 instituições educacionais brasileiras, entre organizações não governamentais, escolas públicas e particulares, foram reconhecidas pelo Ministério da Educação como exemplos de inovação e criatividade na educação básica. Interessado em identificar e conhecer iniciativas inovadoras para saber em que medida elas podem contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira, o Ministério da Educação lançou chamada pública em setembro passado, à qual se apresentaram 682 entidades.

Depois de criteriosa avaliação, a seleção foi realizada. Constam da lista 138 instituições que já trilham um longo caminho na prática da inovação e 40 organizações que estão caminhando na direção da inovação com vistas a garantir qualidade à educação oferecida. O Ministério vai acompanhar o desenvolvimento de todas. Santarém, superando a capital Belém e se destaca com o reconhecimento de 4 (quatro) Organizações. Destas três são bem conhecidas e uma iniciante.

As organizações selecionadas traçam o perfil da inovação na educação do país. Elas estão presentes nas cinco regiões brasileiras e sua distribuição corresponde à da população: mais da metade (50,8%) estão na Região Sudeste, seguida da Região Nordeste (21,9%), Sul (13,7%), Centro-Oeste (8,7%) e Norte (7,6%).

A maioria dos inscritos foram escolas, tendência que se repetiu entre as selecionadas: 74,3% são escolas e as demais 25,7% são organizações educativas que atuam na formação de crianças, adolescentes e jovens, algumas com foco específico em cultura, comunicação, tecnologias digitais ou educação ambiental. Entre elas, 52,5% são públicas e 47,5% são particulares.

A inovação atinge todos os níveis de ensino da educação básica: 83 instituições desenvolvem propostas com crianças da educação infantil, 135 trabalham com alunos do ensino fundamental, 73 estão voltadas aos adolescentes do ensino médio e 40 atuam na educação de jovens e adultos. Ressalte-se que, no ensino médio, há inovação tanto na modalidade regular quanto no ensino técnico.

Tanto as cidades quanto as zonas rurais mostraram-se propícias à inovação, havendo organizações que criam cotidianamente novos caminhos para garantir a qualidade da educação nas cinco regiões do país. Não ficaram de fora as escolas indígenas, que também demonstraram ampla capacidade de criar o novo.

O Mapa da Inovação e Criatividade na Educação Básica mostra, portanto, que é possível – e que já está acontecendo – a transformação das escolas e dos ambientes educativos em todas as regiões, nos diferentes contextos socioeconômicos e com os mais diversos públicos.

Ministério da Educação – Esplanada dos Ministérios

Bloco L, 8º andar – Brasília, DF – 70.047-900

Telefone: 0800-616161

E-mail: criatividade@mec.gov.br

%d blogueiros gostam disto: